Museu de história Natural recebe réplica de fóssil de dinossauro

O Museu de História Natural de Alta Floresta recebeu no dia 27 de junho, uma réplica de um fóssil de dinossauro conhecido como Abelissauro. Além do fóssil de dinossauro, a coleção conta ainda com réplicas de crânios em tamanho real de preguiça gigante, mastodonte, gliptodonte, tigre dente de sabre e crânios hominídeos representando a sequência evolutiva humana.
Este marco de grande importância para o Ponto de Cultura Amigos do Museu é um convênio com a Secretaria de Cultura do Estado e Ministério da Cultura. Para o coordenador do museu, o professor Jesus da Silva Paixão, “Mais que uma exposição, está é uma estratégia fundamental no sentido de promover a popularização das ciências e, por consequência , promover a cidadania por intermédio da cultura científica”.
O gênero Abelissauro, que tem ocorrência em diversas partes do mundo, inclusive na região de Chapada dos Guimarães no Mato Grosso, foi um dos maiores carnívoros que se tem notícia, podendo chegar a oito metros de comprimento e três metros de altura.
A montagem da peça foi feita pelos paleo-artistas Cao Scarpini e Ana Clara Rossi, sócios na empresa Magma FLOW, que existe há 17 anos e é especializada na montagem de réplicas de gêneros encontrados no Brasil.
Ana Clara conta que, para a fabricação das peças, é necessário fazer uma análise filogenética. E em seguida passar para o papel todas as medidas e ângulos para que então possa se iniciar o processo de escultura e texturização. O material usado para a fabricação das peças é espuma de densidade rígida com enzimas de poliéster.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.